A História da Bíblia em Cinco Atos - I (Roberto Louzada Dias)

O coração e a alma da Bíblia são a sua história. Ela á a saga real de um povo em particular, o relato de como Deus os chamou e os designou para trazer bênçãos a todos os povos.
“História” é, também, a palavra que melhor descreve a vida humana. Seguir ou não as regras, pesquisar certos fatos e esforçar-se para viver sabiamente ─ nenhuma dessas atitudes constitui o caminho principal que dá sentido à nossa vida. São as histórias que, ganhando contexto, proporcionam esse significado.
Assim, as diferentes partes da Bíblia se unem como uma única narrativa.
Para entender a Bíblia, você deve conhecer suas personagens, entender seu contexto, seguir seu enredo e ouvir o Espírito Santo.
O clímax e a solução final farão sentido apenas se você seguir as partes antecedentes, como uma narrativa. Aprenda a perceber a tensão e enfrente seus maiores conflitos. Sua narrativa confronta desejos que, muitas vezes lhe são caros, mas fúteis e miseráveis em relação ao Reino de Deus. Envolva-se com a narrativa como sendo a maior busca de sua vida.
Apresentamos aqui uma versão abreviada da história da Bíblia na forma de um drama em cinco atos.

ATO I  CRIAÇÃO
O drama começa com Deus pré-existente no palco. Ele está criando o mundo. Ele faz um homem, Adão, e o põe no jardim do Éden. O homem terá de trabalhar e cuidar do jardim. A intenção de Deus é que a humanidade mantenha uma comunhão intensa com Ele e esteja em harmonia com a criação ao redor. Deus, nos primeiros capítulos, da Bíblia, aparece habitando o jardim na companhia dos primeiros seres humanos, Adão e Eva. Ao final do primeiro capítulo do Gênesis, Deus avalia a sua obra:
“Deus olhou para todas as coisas que havia feito; tudo era tão bom; tudo era ótimo!” (Gênesis 1.31a).
O Ato I revela o desejo de Deus para as pessoas e estabelece o cenário para toda a ação que se segue.
[CONTINUA]

Roberto Louzada Dias O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.