VOU ORAR... (Eraldo Bernardo)

Há atitudes lindas e eficazes que se perderam ao longo das últimas décadas no meio do povo de Deus.

Lembro-me de ouvir, de pronto, dos lábios dos pastores, dos diáconos, dos líderes das organizações da igreja e mesmo de seus membros, ao receberem uma proposta, um convite, o seguinte: “Vou orar sobre isso ao Senhor e, depois, lhe respondo”. Não estou ouvindo mais isto com frequência. Os crentes estão decidindo segundo suas cabeças, segundo as suas vontades. Vivemos o tempo do “rápido”.

Fico encantado com o rei Davi, servo de Deus, ao ler os livros de 1º e 2º Samuel e os livros das Crônicas. Como ele só acertava! Como conseguia vitórias pelo fato de consultar ao Senhor antes de agir! Veja o que lemos em 1 Crôn.14:10 “Então Davi consultou a Deus, dizendo: subirei contra os filisteus, e nas minhas mãos os entregarás? E o Senhor lhe disse: Sobe, porque os entregarei nas tuas mãos”. No versículo 14, lemos: “Tornou Davi a consultar a Deus, que lhe respondeu: Não subirás atrás deles; mas rodeia-os por detrás e vem sobre eles por defronte dos balsameiros” (IBB, de acordo com os melhores textos).

Vale à pena consultar e ter o Deus dos Exércitos do nosso lado! Dessa forma Davi ia vencendo os inimigos de Israel. Consultava ao Senhor, Ele lhe respondia e era só vitória.

Aqui vai uma experiência pessoal. Converti-me ao Evangelho aos 15 anos. Entendi que devia buscar a direção de Deus em tudo. Aos 19 anos transferi-me para outra igreja batista. Alí, já certo da chamada para o Ministério Pastoral, comecei a interessar-me por uma jovem, membro da igreja. Mesmo antes de começarmos oficialmente a namorar consultei insistentemente a Deus em oração e Ele me deu paz e certeza de que ela era a jovem. Então, seria uma questão de tempo o começo de nosso namoro. Em outubro de 1970 começamos a namorar e em maio de 1974 nos casamos e estamos casados e felizes há 38 anos. Formamos uma linda família! Nesse tempo experimentamos turbulências, mas a certeza da vontade de Deus foi uma âncora firme que nos manteve.

Penso que se os (as) jovens de nossas igrejas consultassem ao Senhor antes de começarem os seus namoros não perderiam tempo e concentração no que estão fazendo. Não trocariam de namorado (a) como se troca de camisa ou de blusa. Consultar ao Senhor é não perder tempo e é caminhar com tranqüilidade e segurança.

Consultar ao Senhor quando à vocação é algo básico, fundamental, especialmente se é na Obra dEle. Como permanecer frutiferamente em um Ministério Pastoral local ou em um campo missionário sem estar dentro da vontade dEle?...

Penso que se voltássemos a consultar ao Senhor antes das decisões se evitaria muita tristeza, muita frustração pessoal e coletiva.

Que tal voltarmos a dizer assim: “Vou orar a Deus sobre isso...”

Que tal resgatarmos essa linda atitude de filhos sábios, obedientes e carinhosos com o Pai?...

Comentários   

 
#2 PedidoAlison Vasconcelos 28-06-2016 13:01
Olá pastor, graça e paz!

Eu gostaria de receber o seu endereço do e-mail. Gostaria de compartilhar algo sobre minha vida e acredito que o senhor poderá me dar uma luz através da direção do Senhor.
 
 
+1 #1 BençãoGuest 25-09-2012 09:06
Pastor Eraldo, quero agradecer-lhe pelo texto. Ganhei em conhecimento e entendimento quanto a uma das formas de Deus nos responder.
Se possível, gostaria de me comunicar por e-mail.


Deus o abençoe !
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar