ESTAMOS NUMA GUERRA! (Oswaldo Jacob)

Nós, pastores, estamos numa guerra espiritual! Não podemos ficar entre as quatro paredes, entrincheirados, com medo, acomodados e estagnados. A nossa luta não é contra a carne, ensina Paulo, mas, sim, contra principados e potestades, contra as hostes espirituais do mal nas regiões celestes (Ef 6.10-20). A guerra demanda treinamento, estratégia e armamento adequado. Também, a vestimenta deve ser adequada. O nosso inimigo não dorme. Está ativo o tempo todo. Ele tem criado estratégias das mais sofisticadas para saquear e destruir os filhos de Deus e a igreja de Jesus.

 

PRECISAMOS DE INTIMIDADE COM DEUS 

Pastores, como precisamos orar, meditar demoradamente nas Escrituras e testemunhar fortemente a nossa fé em Cristo, o nosso Pastor Supremo! (1 Pedro 5.1-4).  Não podemos perder tempo. Não podemos tergiversar, procurar subterfúgios, usar de evasivas. Não dá para brincar na luta diária. A guerra é cruel e é real enquanto estivermos aqui nesta terra. Devemos usar a armadura de Deus, protegendo a mente, o coração e os pés.  O nosso inimigo está trabalhando fortemente para nos destruir, a nossa família e o nosso ministério. Aproveitemos todas as oportunidades para pregarmos o evangelho bíblico!

O Senhor quer que sejamos simples como as pombas e prudentes como as serpentes. Ele quer que tenhamos intimidade com Ele à semelhança de Enoque. Como Abel, Ele quer que ofereçamos um melhor sacrifício que seu irmão Caim. Ele quer que tenhamos a fé de Abraão; a persistência de Jacó; a coragem de Davi; a intrepidez profética de Elias; a simpatia de Isaias; a sensibilidade de Samuel; a firmeza de Daniel; a coerência de João Batista; o amor de João e o espírito evangelístico de Paulo.

 

A NOSSA VITÓRIA ESTÁ EM JESUS CRISTO

Não é possível lutar nesta guerra com as nossas armas e nem em nosso nome, mas podemos lutar com as armas do Senhor e em Seu nome! Podemos dizer como Paulo: “Tudo posso naquele que me fortalece” (Fil 4.13). Devemos santificar as nossas vidas na verdade porque a Palavra de Deus é a verdade (João 17.17). Deus espera que sejamos homens santos, probos, íntegros, verdadeiros e sempre leais a Ele. Transparentes com o Seu povo.

Estamos numa guerra, num combate, e precisamos da graça de Cristo que nos basta, pois o Seu poder se aperfeiçoa em nossa fraqueza (2 Co 12.9,10). Paulo ensina que as armas da nossa guerra não são humanas, mas poderosas em Deus para destruir fortalezas (2 Co 10.4). Ele continua: “Destruímos raciocínios e toda arrogância que se ergue contra o conhecimento de Deus, levando cativo todo pensamento para que obedeça a Cristo” (2 Co 10.6). Sabemos que toda a artimanha e guerra do diabo contra nós é para não fazermos a vontade de Deus que está em Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso. Ele quer barrar a impetuosidade dos servos do Senhor Jesus Cristo. Ele trabalhar para nos dispersar, tentando tirar o nosso foco da Majestade de Deus.

Sim, estamos numa batalha campal, mas o Senhor está ao nosso lado. Possamos nós nos aquietarmos e sabermos que o Senhor é Deus (Sl 46.10). Se Ele é por nós, quem será contra nós? (Rm 8.31). Em Cristo Jesus, somos mais que vencedores (Rm 8.37). Que não temamos o que possa nos fazer o homem. Recebemos uma missão incomparável, insubstituível e inadiável. Precisamos avançar em nome do Senhor dos Exércitos. Davi venceu Golias dessa forma.

 

A COMPANHIA DO SENHOR É SEGURA

Os dias são muito difíceis, mas o Senhor está conosco sempre. Ele garantiu a Sua presença conosco até à consumação dos séculos (Mt 28.,20).  Ele é poderoso para fazer infinitamente mais do que pedimos ou pensamos pelo poder que opera em nós (Ef 3.19,20). Não temamos a guerra, mas estejamos preparados para o combate no poder do Espírito Santo. Devemos santificar as nossas vidas porque o Senhor fará maravilhas no meio de nós (Js 3.5). O nosso general é Cristo é devemos seguir os Seus passos e nenhum dos inimigos nos resistirá, diz o autor do cântico sacro. Ele prometeu estar conosco todos os dias até à consumação dos séculos (Mt 28.20).

Revistamo-nos da santa armadura de Deus para podermos estar firmes contra as astutas ciladas do diabo (Ef 6.10-12). A nossa guerra é contra um inimigo comum e invisível. Pela fé na suficiência de Cristo já vencemos a batalha. Somos o exército de Deus aqui na terra, pois temos o capacete da salvação, o escudo da fé, as sandálias do evangelho da paz e a espada do Espírito que é a Palavra de Deus, orando em todo o tempo no Espírito (Ef 6.17,18). Avancemos, companheiros de batalha, fortificados na graça de Cristo Jesus, para conquistarmos em todo o mundo pessoas que Ele comprou com o Seu próprio sangue.  

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Array
(
    [type] => 8
    [message] => Undefined index: option
    [file] => /home/praze123/public_html/libraries/joomla/environment/uri.php
    [line] => 408
)