O CRISTO MARAVILHOSO (Oswaldo Jacob)

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz (Isaías 9.6).

 

A maravilhosidade de Cristo é patente nas Escrituras, especialmente no Novo Testamento. O Senhor é maravilhoso em Sua própria Pessoa. A Sua natureza divino-humana revela esta realidade preciosa. Cristo é o Maravilhoso Conselheiro (Is 9.6). Ele é Aquele que nos orienta a partir do Seu perfeito conhecimento a nosso respeito. É maravilhoso porque nos ensina acerca da centralidade do Pai. A vontade do Pai era a Sua vontade. Maravilhoso em Sua glória e em Seu poder. Os seus ensinos, especialmente no Sermão do Monte, formam o nosso caráter como homens e mulheres de Deus. Como Pessoa, Ele revelou alguns traços distintos que precisamos considerar em nosso coração.

Em primeiro lugar, o Seu amor. O amor de Jesus é inigualável (João 14.13,14). Insuperável. Em todo o Seu ministério Ele o revelou ao homem. Em todos os Seus milagres. Ele é a expressão máxima do amor do Pai.

Em segundo lugar, é a Sua obediência ao Pai.No jardim do Getsêmani Ele mostrou isso claramente (Mt 26.42). A Sua missão foi marcada pela obediência ao Pai. Todo o Seu ministério estava submisso ä vontade soberana de Deus Pai.

Como terceiro traço temos a Sua justiça.No Seu sangue, somos justificados, ou seja, tornados justos, considerados retos diante do Pai (Rm 5.1,2). Pela fé na Sua suficiência, recebemos a Sua justiça para vivermos uma vida de retidão. Somos Seus discípulos justificados pela Sua graça mediante a fé (Ef 2.8-10).

Como quarto traço, temos a Sua mansidão.Não houve na terra pessoa mais mansa do que Jesus! Ele quer que aprendamos dEle a ser mansos, colocando todos os nossos direitos debaixo da autoridade do Pai e descansarmos nEle (Mt 11.29).

Temos como quinto traço a humildade. Todo o Seu ministério foi marcado, estigmatizado pela humildade. A vida do Mestre estava no húmus, na terra. Ele se humilhou até à morte e esta de cruz (Fil 2.5-8). Ele quer que sejamos humildes sempre. Reconhecermos a nossa pequenez, as nossas limitações.

“Cristo tinha segurança em Deus, e não vivia se defendendo. Podia, assim, defender os indefesos. Cristo era acessível a todos, também aos marginalizados. Ele não colocou seu conforto e conveniências pessoais acima das necessidades alheias. Cristo nunca se irritou com pessoas que O questionavam. Ele se irritou com a corrupção do nome de Deus e com uma religião opressora. Ele nunca se autopromoveu, nem estava preocupado com a Sua imagem e o Seu prestígio. Possuía um estilo de vida simples, nada nEle cheirava sofisticação. Contudo, estava intimamente livre para doar-se aos outros, por isto mesmo investiu maior parte do Seu tempo no convívio com os Seus discípulos. Jesus demonstrou que um verdadeiro impacto na vida dos outros só é possível através de um espírito de servo. E aquilo de bom que deixamos nas vidas dos outros é o que caracteriza o verdadeiro valor de nossas vidas” (Graeme Irvine).

O quinto traço é a verdade(João 14.6).Jesus é a verdade do Pai revelada ao homem. Verdade absoluta em contraposição à mentira do inimigo das nossas almas. O diabo é o pai da mentira (João 8.44). Falar sempre a verdade é o estilo de vida dos discípulos de Jesus.

Jesus, em Seu quinto traço, era cheio de compaixão. Assim era o Seu olhar para o povo (Mt 9.36). Ele chorou por Jerusalém, por Sua nação. Ele possuía uma sensibilidade incomparável. Olhava para as pessoas perdidas e doentes com um olhar de compaixão.

O Maravilhoso Salvador possui esses traços bem claros. Todas eles perfeitamente alinhados com a Sua graça (Seu favor imerecido; preciso, mas não mereço) que nos basta e se aperfeiçoa em nossa fraqueza (2 Co 12.9,10). Ele é Aquele que salva plenamente o que crê. Ele veio buscar e salvar o que se havia perdido (Lc 19.10). Todos os traços de Sua Pessoa revelam a qualidade da Sua salvação. Jesus é maravilhoso em toda a Sua expressão. João testemunha: “E vimos a Sua glória” (João 1.14). O apóstolo quis dizer como o Senhor era maravilhoso. Precisamos vislumbrar o Maravilhoso Jesus, nosso Salvador e Senhor, todos os dias. Os Seus ensinos devem trazer impacto nas diversas áreas de nossas vidas. Devemos amá-lO de todo o nosso coração, fazendo toda a Sua vontade. Testemunhar dEle significa considerá-lO a Pessoa mais importante de nossas vidas. Ele quer que obedeçamos à Sua ordem de irmos por todo o mundo e pregarmos o evangelho a toda a criatura (Mc 16.15). Não faremos isso se não O amarmos com toda a intensidade de nosso ser. Sim, considerar o Senhor Jesus com o nosso Senhor Maravilhoso é adorá-lO e compartilhar com as pessoas quem Ele é para a glória do Pai. 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar