A ESPOSA DO PASTOR: Uma perspectiva de um pastor- esposo​ (Oswaldo Jacob)

​Na Igreja, a esposa do pastor é uma das pessoas mais visadas. Uma comunidade mal instruída ou mal doutrinada cobra da esposa do pastor tudo e mais alguma coisa. Ela tem que exercer todos os cargos que lhe são dados. Ela sofre ao ver as cobranças acerca de seu esposo, de si mesma e dos filhos. Ela percebe claramente que os membros da igreja querem que seus filhos tenham asas como anjos. A esposa do ministro pode absorver muitas coisas negativas promovidas por membros de igreja. Existe uma pressão muito forte acerca da sua posição na igreja local. Há irmãos que têm até pena dela. Outros descontam nela suas diferenças com seu marido. Há ciúmes em relação a sua posição. Há esposas de pastores que ficam doentes. As pessoas, muitas vezes, são implacáveis. Há muita infantilidade e maldade com relação a vida e ao trabalho da esposa do líder da igreja.
​Na minha percepção – creio que é bíblica – a esposa do pastor deve ser, acima de tudo, uma cristã comprometida com a vida de oração, a profundidade bíblica e a família. Não é condição essencial que ela tenha feito um curso teológico ou de musica sacra. O seu trabalho mais importante, a sua vocação, é cuidar do esposo e dos filhos. É o seu ministério necessário. Se trabalha fora, ela tem um compromisso de testemunhar de Cristo como uma cristã autêntica, mantendo o seu lar em ordem. A esposa do obreiro é fundamental para um lar bem estruturado cujo centro é Jesus Cristo. Se a Bíblia diz que a mulher sábia edifica a sua casa, a esposa do obreiro deve ser esta edificadora, uma construtora de pontes. Os membros da Igreja não devem cobrar cargos da esposa do líder, mas olhar para o seu belo testemunho em casa. Quando o lar do líder é equilibrado toda a igreja é abençoada. Então, o ministério principal da esposa do pastor é na administração do lar. Ela é a facilitadora do trabalho ministerial do marido.
​A esposa do obreiro deve ter o espírito de aprendizado de Maria e o trabalho duro e responsável de Marta. A vida dela deve ser marcada pela devoção e pelo serviço. Ter o equilíbrio entre o necessário e o importante dentro e fora do lar. Todo o seu trabalho deve ser fruto de seu amor ao Senhor, ao marido e aos filhos. Amor pelo Senhor, por sua família, pela Igreja e pelas almas perdidas. Geralmente a mulher do obreiro é uma mulher consciente de que deve exalar o bom perfume de Cristo em todo o lugar. A sua posição é muito relevante no Reino de Deus. Uma mulher pronta para ouvir, tardia para falar e tardia para se irar (Tg 1.19). Mulher observadora, conselheira do seu marido e que está sempre disposta a orientar os seus preciosos filhos. Ela pode também ser uma orientadora das meninas, moças e mulheres da igreja. Mulher santa não porque é esposa do líder, mas porque tem um compromisso com o seu Senhor amando-O de todo o coração, alma e entendimento e convivendo com as pessoas com um amor extravagante para a Glória de Deus.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor

Comentários   

 
+1 #1 agradecimentoGuest 13-07-2011 19:40
Obrigada por nos considerar assim e alertar a igreja a também mudar o pensamento.
Qdo me casei com meu esposo já pastor esse já era meu pensamento e foi condição sinequanon que ele também passasse a pensar e reagir assim diante da igreja, é claro que nem sempre isso é possível, mas a minha luta é pra que sejamos vistas como cristãs e não como um anjo ou um pedestal daquilo que a igreja não é (santa), ser cobrada, exigida e ver as pessoas que vc ama também sofrendo por algo assim é angustiante, doentio.
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar