VENHAM VER (Adalberto Alves de Sousa)

Ainda criança ouvi do meu pastor uma história interessante. Ele não suportava abacate. No início de seu ministério, visitou todas as ovelhas para conhecer de perto a realidade do rebanho. Ao término de uma dessas visitas, a irmã ofereceu-lhe um belo prato de abacate, fruta que cultivava no próprio quintal. E agora, José Lins? Sem alternativa, ele pegou a colher e... achou a fruta deliciosa. Mas antes teve de provar.
A vida é assim. Vez por outra somos tomados por algum tipo de preconceito, e não há argumento que nos faça mudar de ideia. 
No início de seu ministério, Jesus resolveu partir de Betânia para a Galileia; convidou Filipe para segui-lo. Lemos em João 1.45,46: “Filipe foi procurar Natanael e disse: – Achamos aquele a respeito de quem Moisés escreveu no Livro da Lei, e sobre quem os profetas também escreveram. É Jesus, filho de José, da cidade de Nazaré. Natanael perguntou: – Será que pode sair alguma coisa boa de Nazaré? – Venha ver! – respondeu Filipe.” Antes disso, dois discípulos de João haviam perguntado a Jesus onde Ele morava, e ouviram como resposta: “Venham ver”. Evangelho é vida; é experiência pessoal. O convite continua de pé: Venham ver. Venham provar.
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Array
(
    [type] => 8
    [message] => Undefined index: option
    [file] => /home/praze123/public_html/libraries/joomla/environment/uri.php
    [line] => 408
)