UMA PROMESSA ANTIGA (Lidia Sardenberg)

Quando o Verbo se fez carne, na plenitude do Tempo,

O Universo assistiu a vinda do seu Arquiteto,

E o anunciou com uma nova estrela!

Olhos que escrutinavam o céu e conheciam seus mistérios,

Reconheceram no sinal a chegada de um Rei à terra dos judeus.

Só poderia ser em Jerusalém, cidade ornada de templos e palácios,

Sacerdotes, mestres - locus dos poderosos!

“Onde Ele está? Vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo!”

Homens ilustres em Jerusalém...

Herodes, o rei, os recebe agitado!

“Do que se trata?”

“Onde está o Rei nascido entre os judeus? A estrela anunciou seu nascimento!”

“Ele não está aqui... também quero conhecê-lo” – disse a Raposa sanguinária.

Chega a informação dos assessores:

“Em Belém da Judéia, terra de Judá! Uma promessa antiga... Será isso?”

Jerusalém destilava hostilidade.

Saíram os magos, elegantes, altivos, diligentes,

Imunes ao alcance dos poderes infames.

No olhar, a capacidade de retomar o caminho, identificar a estrela e seguir seu brilho,

Par e passo ao encontro do Messias Prometido.

Ah! O Menino Emanuel chegara ao mundo,

Trazendo o Divino em seu DNA,

Nasceu peregrino, permaneceu longe de casa,

Fugitivo do infame genocídio ordenado por Herodes.

Menino Deus, protegido por Maria e José,

A promessa se cumpriu.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar