5 lições retiradas de Marcos 1 (Stéphanie Elise)

 "Aqui começa a maravilhosa história de Jesus, o Messias, o Filho de Deus."
Isaías, um profeta, havia dito que Deus anunciou que enviaria um Filho à terra, mas, primeiro viria um mensageiro para preparar a terra até a chegada do Filho. João Batista era esse mensageiro. Ele morava no deserto e ensinava que todos deviam ser batizados. Várias pessoas iam até ele para serem batizadas. Gente de Jerusalém e de toda a Judéia. João dizia que não era digno de ser escravo do Homem que viria. João batizava as pessoas apenas com a água do Rio Jordão, mas Jesus batizaria com o Espírito Santo, algo muito mais profundo.

Quando Jesus apareceu, vindo de Nazaré, também foi batizado por João Batista para servir-nos de exemplo, pois Jesus, como não tinha pecado, não precisava ser batizado, pois o batismo é o símbolo de uma vida de pecado que foi deixada para traz e uma nova que nasce com Jesus. Logo depois que foi batizado, o Espírito Santo, em forma de pomba disse: "você é meu filho amado, você é minha alegria". Ali, todos puderam ver quem era o Homem do qual João falava.

Depois que João foi preso por Herodes, que era o rei, Jesus foi começar seu ministério na Galiléia. Ele tinha pressa, sabia que tinha pouco tempo até sua morte. Chamou 12 discípulos para andarem e pregarem com Ele as boas novas.

Quando foram à Cafarnaum, entraram numa sinagoga. Lemos que Jesus pregava com autoridade. Isso mostra que Ele era realmente o filho de Deus e que o que falava era real, verdadeiro, não havia enrolação. Essa é a primeira lição que tiramos deste texto. Para falar do evangelho é necessário autoridade, porque assim, as pessoas ouvem e prestam atenção; se sentirão atraídas, pois a pessoa que está pregando sabe exatamente do que está falando. Do contrário, quando falamos ou ouvimos alguém que não sabe o assunto a fundo, reconhecemos a superficialidade, a falta de aplicabilidade. Assim, as pessoas acabam perdendo o interesse.

Na sinagoga entre todos os que ouviam atentamente Jesus, havia um homem possesso de um demônio, que começou a falar com Jesus. Jesus o repreendeu e imediatamente o demônio deixou o corpo daquele homem. Era sábado. Na lei de Moisés, o sábado era um dia para ser guardado, era dia de descanso. Entretanto, Jesus curou, assim como curou, em outros sábados, pessoas que tinham necessidades. Jesus sabia que aquilo era o certo a se fazer. Jesus não deixava a lei acima do amor.

"É correto praticar o bem nos dias de sábado? Ou será hoje um dia para se fazer o mal? É um dia para se salvar vidas ou para destruir vidas?"
Marcos 3:4

Esse é a segunda lição que tiramos. Quando virmos alguém com necessidade, não podemos ignorar. As pessoas precisam conhecer e reconhecer o amor de Deus através de nós, que agora somos os anunciadores das boas novas de Deus.

Achei muito interessante quando li que todos ficaram espantados enquanto Jesus pregava e curava. Eles nunca tinham visto alguém com tanta autoridade que expulsasse até demônio do corpo das pessoas. Eles se perguntavam: "Que espécie de religião nova é essa?"

Notamos que, para eles, essa mudança que Jesus propôs era literalmente uma mudança. Eram uma situação e uma realidade completamente novas para todos. As pessoas começavam a procurar Jesus para serem curadas de suas enfermidades, pois agora sabiam que havia alguém capaz de fazer isso por elas. A terceira lição que tiramos: Jesus nos cura. É só agirmos como aquelas pessoas, reconhecendo que Jesus tem esse poder e indo até Ele, com fé.

Jesus não fazia nada sem orar. Para tudo Ele falava com Deus. Era algo natural para ele, fazia com prazer. A quarta lição: podemos aprender a ter esse ritmo de oração. Orando sempre, sem cessar e com prazer.

"Orem continuamente." 1 Tessalonicenses 5:17

Jesus queria pregar para todos enquanto fosse possível porque foi para isso que Ele veio.

"Por isso Ele viajava por toda a província da Galiléia, pregando nas sinagogas e libertando muitos do poder dos demônios".

Numa dessas caminhadas, um leproso ajoelhou-se e disse que queria ser curado e acrescentou: se o Senhor quiser. Me lembrei de quando Jesus orou no jardim do Getsêmani se entregando nas mãos de Deus um pouco antes de sua morte: "mas que seja feita a tua vontade, não a minha".

A quinta lição é: além de orarmos incessantemente e com prazer, precisamos entregar tudo nas mãos de Deus. Não ligar para o que as pessoas dizem sobre Deus, precisamos confiar pois sabemos o quão poderoso Ele é.

"Porém Jesus não fez caso dos comentários deles e disse a Jairo: 'Não tenha medo, apenas confie em mim." Marcos 5:36

Jesus curou o leproso e pode nos curar também. A cura de Jesus não é somente superficial, nos fazendo andar e ver novamente; curar uma dor de cabeça, doença de pele, câncer ou qualquer outra coisa. Mas, a cura que Deus nos oferece é espiritual, que nos traz uma vida, não uma vida de mentiras, em que somos movidos pelo mundo, mas uma vida de verdade, com Jesus, que é verdade.

"Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim." João 14:6
 
Lições que tiramos do texto:
·        pregar com autoridade.
·        o amor tem que estar acima da lei.
·        acreditar que Jesus nos cura.
·        orar como Jesus orava.
·        entregar tudo nas mãos de Deus.

Comentários   

 
0 #3 5 lições retiradas de Marcos 1 (Stéphanie Elise)Henry 09-04-2014 04:51
Everything is very open with a precise description of the challenges.
It was really informative. Your site is extremely helpful.
Many thanks for sharing!

Have a look at my homepage - Unknown: http://dept.cu.ac.kr
 
 
-1 #2 carlospim2012@hotmail.comGuest 01-04-2013 10:50
parabens pelo site é muito bom este estudos só asim vou aprender muito sobre as palavras biblicas
obrigado
 
 
-1 #1 é bençãoGuest 07-02-2013 12:32
Uma benção para nossa vida espiritual as 5 lições tiradas do livro de Marcos,muito bom mesmo.A Palavra de Deus em si é um alimento maravilhoso para nossas vidas espirituais!!Lo uvado e exaltado seja o nome do nosso Senhor e Salvador JESUS CRISTO!.
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar