É Natal, apesar... (Ubirajara de Oliveira)

É Natal,
A Estrela da esperança brilha no céu da existência;
Lembrando que ainda há esperança;
Pra quem não desiste de ser um “Homem de Boa Vontade”.

É Natal,
Apesar do caos social provocado pelas escolhas humanas;
Que atinge o meio, a vida e o próximo.

É Natal,
Ainda que o significado da data seja deturpado ao ponto de caber num preço;
Quando na Verdade o Brilho Maior seja um menino que coube numa manjedoura.

É Natal,
Para todos que enxergam além dos brilhos aparentes e ainda se permitem sorrir a esperança de estender a mão, ainda que não sejam entendidos pelo ato de amor.

É Natal,
Apesar dos enganadores do templo;
Dos ladrões da fé;
Dos comerciantes de esperança;
E dos aproveitadores da dor alheia.

É Natal,
Pra quem olha para o céu e consegue enxergar a Mensagem Maior do Perdão;
Que se cumpre em cada atitude de perdão;
Em cada abraço sincero;
Em cada sorriso de amor;
E em cada um que se permite numa oração pela Paz entre os homens.

Enfim...
É Natal,
Apesar do natal.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Array
(
    [type] => 8
    [message] => Undefined index: option
    [file] => /home/praze123/public_html/libraries/joomla/environment/uri.php
    [line] => 408
)