CANTO TRISTE (Ubirajara de Oliveira)

Ouça!
O vento traz uma cantoria de gritos, lá das bandas do sul.
A melodia é triste...
A letra, não se pode entender...
Sem sentir pelos que, ao tentar sair do inferno,
Encontraram os Portais do Eterno...
Deixando a saudade e os discursos.

Ouça!
O cintilar de cada lágrima que cai no tempo.
Em cada nota, um tormento,
Por uma rosa colhida,
No desabrochar da vida.

É que não há mais...
O canto alegre
Por voltar.
Não.
Não, vão mais.
Não vão.
Mais.
Voltar.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar