CONTANDO O NATAL, 5 -- AS PRIMEIRAS SEMANAS DE JESUS

altPrimeira SEMANA
Após o nascimento do menino, ele ficou com seus pais na casa de parentes em Belém.

Segunda SEMANA (Lucas 2.21)
Depois de oito dias, como deveria acontecer com um judeu, desde Isaque, ele foi circuncidado em Belém. O ato, realizado por um ancião anônimo convidado por José, deve ter durado 20 minutos.
Foi quando recebeu o nome de Jesus, conforme a instrução do anjo a José, antes do menino nascer.

Terceira e quarta SEMANAS
Os dias se passaram, com a família permanecendo (provavelmente) em Belém, na mesma casa onde antes não havia lugar ou em alguma outra casa.

Quinta SEMANA, trigésimo DIA
O bebê é apresentado em Jerusalém
José e Maria fazem, um mês depois do nascimento de Jesus, uma viagem a Jerusalém, distante uns 10 km de Belém, para fins cerimoniais.
No templo, ampliado e recentemente reinaugurado por Herodes I (ano 10 antes de Cristo), Jesus foi consagrado.
A consagração (ou resgate) do filho mais velho devia acontecer quando a criança completasse 30 dias de nascido. O primogênito Jesus foi dedicado (entregue) ao Senhor e em seguida resgatado mediante o pagamento de uma oferta.
Logo após a consagração, Simeão, homem justo e piedoso, chega ao templo, movido pelo Espírito Santo. Ele esperava a consolação de Israel, isto é, a chegada do Messias.
Movido pelo Espírito, ele foi ao templo, quando viu Jesus e o tomou nos braços e louvou a Deus. O pai e a mãe do menino Jesus estavam admirados com o que fora dito a respeito dele. Como Maria ficou, ao guardar os acontecimentos do nascimento no coração. Por fim, Simeão disse a Maria, mãe de Jesus: “Este menino está destinado a causar a queda e o soerguimento de muitos em Israel, e a ser um sinal de contradição, como o foi, já que uns esperavam um messias guerreiro e outros, um messias pastor, de modo que o pensamento de muitos corações será revelado. Quanto a você, Maria, uma espada atravessará a sua alma”. Trata-se de uma referência ao sofrimento que Maria experimentaria, ao ver o sei filho crucificado e traspassado por uma espada uns 30 anos depois.
A apresentação de Jesus foi testemunhada também por Ana, uma viúva e profetisa de 84 anos de idade. Ela também abençoou o menino.

Sexta SEMANA, quadragésimo  DIA
No mesmo templo, após mais dez dias, Maria foi purificada.
Ao completar 40 dias do nascimento da criança, Maria precisava ser purificada cerimonialmente. Segundo a legislação judaica, por questões de higine e segurança, o parto tornava impura uma mulher. Então, José levou a mulher, junto com o filho, ao templo em Jerusalém.
No ritual completa-se "o resguardo" da mãe, que é então declarada pura, mediante o oferecimento de um sacrifício, no caso, duas rolinhas ou dois pombinhos, em função da condição da família, que era pobre.
Nesse ínterim de dez dias, eles podem ter ido e voltado ou se hospedado em Jerusalém, na casa parentes ou em alguma hospedaria.eles participaram de dois rituais.

APÓS A SEXTA SEMANA

Em seguida, o casal e o bebê devem ter voltado para Belém. Depois do nascimento traumático, é provável que tenham podido ficar na casa dos parentes onde Jesus nascera, agora que o fluxo dos visitantes tinha diminuído.

ISRAEL BELO DE AZEVEDO

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Array
(
    [type] => 8
    [message] => Undefined index: option
    [file] => /home/praze123/public_html/libraries/joomla/environment/uri.php
    [line] => 408
)