O assunto é “o mesmo” (Adalberto Alves de Sousa)

Já tenho falado sobre “o mesmo”, mas vale a pena ampliar essa discussão. É muito comum encontrarmos em alguns textos expressões como “o mesmo declarou que não vai concorrer”, “a mesma se enrolou ao tentar explicar”, “os mesmos foram liberados para passar o feriado em casa”, etc. Nos exemplos citados, “o mesmo”, “a mesma”, “os mesmos” foram usados como pronomes pessoais na função de sujeito da oração, o que não lhes cabe. Como nossa língua é muito rica, se não quisermos dizer que “ele declarou”, “ela se enrolou”, “eles foram liberados”, temos outras alternativas. Uma delas é usar um pronome demonstrativo (este, esta, estes, estas). Em alguns casos até o pronome relativo cabe. “Vou conversar com o diretor, mas a secretária avisou que o mesmo está atrasado”. Substituindo “o mesmo” por um pronome relativo: “Vou conversar com o diretor, que está atrasado, conforme informação da secretária. Mas se eu gostar muito de “o mesmo” e quiser usá-lo no meu texto, posso? Posso. Neste caso, depois dele eu coloco aquele ou aquilo a que ele se refere: “O mesmo entrevistado declarou que não vai concorrer”, “a mesma autoridade se enrolou ao tentar explicar”, “os mesmos condenados foram liberados para passar o feriado em casa”. Ao que me parece, muita gente acha que não podemos usar pronomes pessoais em referência a animais ou seres inanimados. Puro engano. Há línguas em que os gêneros são três: masculino, feminino e neutro. No português eles são dois: masculino e feminino. Veja os exemplos: “Esse portão é um problema: como ele não tem fechadura, passa o dia todo aberto”, “Vou chamar o marceneiro para consertar essa porta, porque ela está emperrada”. Como já disse em algum lugar, este assunto me faz lembrar os dias de menino na escola. Quando algum colega inadvertidamente dizia “pra mim fazer”, logo um outro emendava: “Mim não faz nada; quem faz sou eu”. Hoje cabe perfeitamente repetir a prática daqueles velhos tempos: “O mesmo não faz nada; quem faz é ele (ela, eles, elas, etc.). Muito cuidado para não confundir um “mesmo” com outro: “ele disse mesmo”, “ela disse mesmo”, “eles disseram mesmo”, “elas disseram mesmo”; “ele mesmo disse”, “ela mesma disse”, “eles mesmos disseram”, “elas mesmas disseram”. Eu volto com outro assunto, mesmo que chova, ou faça sol. Até lá.
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Array
(
    [type] => 8
    [message] => Undefined index: option
    [file] => /home/praze123/public_html/libraries/joomla/environment/uri.php
    [line] => 408
)