ADJETIVO (Adalberto Alves de Sousa)

Muitos erros são cometidos em diversas publicações que leio porque aqueles que escrevem desconhecem os conceitos mais fundamentais do nosso idioma. É o caso, por exemplo, do adjetivo (“que serve para modificar um substantivo, acrescentando uma qualidade, uma extensão ou uma quantidade àquilo que ele nomeia [diz-se de palavra, locução, oração, pronome]”). Classificamos uma palavra como adjetivo, portanto, quando ela se refere a um substantivo (“classe de palavras com que se denominam os seres, animados ou inanimados, concretos ou abstratos, os estados, as qualidades, as ações”).

Os problemas mais sérios ocorrem porque nem sempre se percebe que os adjetivos podem ser classificados como restritivos e explicativos.

Restritivos – Quando dizemos “casa branca”, a segunda palavra é um adjetivo porque se refere à primeira, atribuindo-lhe um valor; a primeira, é um substantivo, porque denomina um ser. Classificamos “branca” como adjetivo restritivo, porque a palavra estabelece uma restrição em relação a “casa”. Se dizemos “ele mora na casa branca daquele quarteirão”, a casa dele não será confundida com outras, de outras cores. Ele não mora em uma casa qualquer, mas na casa branca.

Explicativos. Agora você está lendo um poema e lá pelas tantas encontra expressões como “branca neve”, “aquela neve gelada batendo-lhe na face”, e eu lhe pergunto: você já viu neve que não fosse branca? Você já viu neve que não fosse gelada? Nestes dois casos os adjetivos “branca” e “gelada” não estabelecem restrição, porque toda neve é branca e gelada. Um adjetivo explicativo atribui ao substantivo um valor que já é inerente a ele.

Compare estes dois exemplos: “O visitante encontrou a casa branca”; “O visitante encontrou a esposa Maria”. Parece que estamos diante de dois casos exatamente iguais, mas não estamos, porque “branca” é adjetivo restritivo, mas Maria, não. Nem poderia ser, porque o visitante só tem uma esposa. Maria é aposto. Corrigindo: O visitante encontrou a esposa, Maria. Essa vírgula é obrigatória.

Depois de entendermos a diferença entre adjetivos restritivos e explicativos, podemos falar de orações adjetivas. (Leia no próximo texto, amanhã.)

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar