DIANTE DA DEPRESSÃO NACIONAL

Há aquela depressão que vem por razões de ordem interna, provocada por carências biopsíquicas. Ela faz com que não tenhamos força para nos levantar da cama, embora queiramos. A cura demanda terapia, psicológica ou psiquiátrica. A única decisão a ser tomada nesse estágio da vida é a da busca pela restauração da serenidade.
E há aquela depressão que vem por razões de ordem externa, que talvez devesse apenas ser chamada de desânimo, mas é tanta a sua força, quanto sutil, que perdemos a vontade de agir para tornar reais os nossos sonhos. Essa depressão nos toma quando, em função do caos na economia e da política, solapa a nossa confiança e trava a nossa esperança. O que temos de ouvir é a voz de Deus, nosso onipotente companheiro de jornada.
No século 16 a.C., o profeta Jeremias experimentou essa depressão, sentida também por seu perplexo povo. Atento, o Senhor Deus lhes disse:
 
Se vocês estão precisando de uma moradia,
 
"Construam casas e morem nelas".
 
Para terem sustento, se residem nas cidades, busquem os meios que lhes tragam recursos; se são do campo,
 
"Plantem árvores frutíferas e comam as suas frutas". 
 
Chegando a hora, jovens,
 
"Casem e tenham filhos". 
 
País, ajudem seus filhos para que "casem e também tenham filhos", porque "vocês devem aumentar em número e não diminuir". 
 
Em todo o tempo, jovens e adultos, homens e mulheres,
 
"Trabalhem para o bem da cidade para onde eu os mandei como prisioneiros. 
 
A cada momento, todos
 
"Orem a mim, pedindo em favor" do seu país, do seu estado, da sua cidade e do seu bairro, pois se todos estiverem bem "vocês também estarão". 
 
Diante do noticiário, real ou manipulado, e das vozes que se apresentam como profetas e heróis,
 
"Não se deixem enganar pelos profetas que vivem no meio de vocês nem por aqueles que dizem que podem adivinhar o futuro. Não deem atenção aos sonhos deles. Eles dizem mentiras".
 
Não se esqueçam que
 
"Eu me interesso por vocês e cumprirei a minha promessa de trazê-los de volta" à dignidade nacional.
 
Saibam que o que tenho para vocês, são plano de:
 
"prosperidade e não desgraça e um futuro cheio de esperança`'.
 
Quando se voltarem realmente para mim,
 
"vocês vão me chamar e orar a mim, e eu responderei. Vocês vão me procurar e me achar, pois vão me procurar com todo o coração. Sim! Eu afirmo que vocês me encontrarão. Eu, o SENHOR, estou falando". (Jeremias 29:5-14)
 
Eis o que, atento, o Senhor Deus nos diz hoje.
 
ISRAEL BELO DE AZEVEDO
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Array
(
    [type] => 8
    [message] => Undefined index: option
    [file] => /home/praze123/public_html/libraries/joomla/environment/uri.php
    [line] => 408
)