"SE DEUS QUISER"

"Se Deus quiser" é uma frase que nos habita, desde quando o apóstolo Paulo a usou ao se despedir dos seus irmãos em Éfeso (Atos 18.21). Se Deus quisesse, ele os veria novamente, o que aconteceria (Atos 19.1). Ele manifestou a mesma convicção quando estava em Éfeso (1Coríntios 4.19), mas Deus não quis que retornasse a Corinto.

"Se Deus quiser" está no centro do ensino de Tiago, a seguir parafraseado:

 

Ainda hoje somos levados a afirmar,

Não como desejo ou planejamento,

Mas como notícia que se deve registrar:

"Vou viajar amanhã, mas em dois estarei de volta".

"Vou ganhar dinheiro e retorno para gastar".

"Minha cirugia será na quinta, mas na sexta estarei de alta".

Quem pode falar do amanhã que ainda não viveu?

Não sabemos que a vida é como uma neblina,

Que é densa no instante e no outro termina.

Mesmo os corpos mais fortes adoecem,

As riquezas mais alta desvanecem,

As certezas mais claras escurecem.

Sábio é quem planeja, com humildade,

Deseja e se põe como quem espera.

O que propõe -- e precisamos propor -- está na esfera

Da dependência de Deus que faz do projeto uma realidade

Ou o frustra se esta for a Sua sábia vontade.

Deus nos chama para fazer o bem,

Que não tem quem arrogância tem.

(Tiago 4.13-17).

 

A vida é fio tênue, que pode se romper, quando uma veia se rompe, um avião cai, uma bala de fogo penetra o corpo, uma bactéria triunfa.

A vida é uma estrada que pode terminar de repente.

Nossa vida, as nossas, as de nossos familiares, as de nossos conhecidos, as de pessoas públicas, todas, estão nas mãos de Deus. Dizer "se Deus quiser" é admitir o óbvio.

"Se Deus quiser" tem a ver com certeza: Deus está no controle.

"Se Deus quiser" tem a ver com incerteza: não conhecemos o futuro.

"Se Deus quiser" não é deificação de um deus déspota, que põe e dispõe, como se brincasse. "Se Deus quiser" é um convite à responsabilidade: Deus deixou regras e leis que, obedecidas, geram vida. "Se Deus quiser" é a confiança no Deus que intervém, sem que saibamos por que, ou não intervém, sem que conhecemos a razão.

"Se Deus quiser" é um convite a que vivamos a felicidade do presente com anta intensidade, sonhando e planejando com humildade, amando o próximo de verdade.

"Se Deus quiser" é saber que devemos viver o dia de hoje como se fosse o ultimo, esperando com alegria o de amanhã, que, "se Deus quiser", virá.

 

Israel Belo de Azevedo 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar