Quinta, 18/05/17 -- FÉ É LUTA

Refletindo: Deuteronômio 20.6-9
 
Precisamos assumir que nossa vida é multifacetada, sendo a fé uma dessas (poderosas) facetas. Não podemos reduzir a vida apenas à fé. Mesmo que a fé seja (e deve ser) o fundamento da vida, a vida se espalha por outras (muitas) dimensões. A fé não é suficiente quando nossa saúde é afetada por uma doença ou por um transtorno. A fé nos fortalece para lidar com os frutos da nossa fragilidade humana. A menos que um milagre aconteça e venha como uma decisão soberana de Deus, precisamos orar e buscar tratamento médico; precisamos orar e nos submeter ao tratamento indicado, seja ele cirúrgico, medicamentoso ou psicoterápico. A fé não é suficiente quando, na área do trabalho, precisamos apresentar os resultados que a empresa espera. A fé nos capacita a não considerarmos o trabalho como sendo maior que a vida, a sermos excelentes em nossa atividade e a, se for o caso, não sermos cúmplices de sistemas que corrompem pessoas e organizações. Em outras palavras, além da fé, precisamos de empenho e competência. Nesse ambiente, precisamos ser simples como as pombas e astutos como as serpentes, segundo conselho de Jesus Cristo ( Mateus 10.16 ).
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Array
(
    [type] => 8
    [message] => Undefined index: option
    [file] => /home/praze123/public_html/libraries/joomla/environment/uri.php
    [line] => 408
)