DEVERÍAMOS SER DIFERENTES - Quinta-feira, 11/01/18

Refletindo: 1Reis 14.23-24
 
Assentados, com a Bíblia aberta, lemos a história de Roboão e vemos que ele levou seu povo a fazer tudo o que era explicitamente condenado pela Bíblia. Roboão não teve o mesmo privilégio que nós. No entanto, se ele pudesse nos ver, o que veria? Não veria também…
Não veríamos que cometemos pecados tão grotescos quanto os dele? Nós só adoramos a Deus com pureza de coração?
Por vezes, não pulamos de igreja em igreja, em busca da bênção, como se ela estivesse ali, mas não estivesse aqui? Por vezes, não abandonamos os nossos mais caros valores morais em busca de um benefício qualquer?
Nós também não nos deixamos levar pelos conselhos dos maus, não seguimos o exemplo dos que não querem saber de Deus e não nos juntamos com os que zombam de tudo o que é sagrado? (Salmo 1.1).

_________________________

REPRODUÇÃO -- Autorizamos a reprodução deste conteúdo com a condição que seja citada a fonte nos seguintes termos: Reproduzido do site PRAZER DA PALAVRA, de Israel Belo de Azevedo, que pode ser ser acessado em www.prazerdapalavra.com.br.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar