Roteiro para Pequenos Grupos - QUANDO NOS FIZEREM O BEM

1Reis 2.7-9
QUANDO NOS FIZEREM O BEM
 
Quando nos fizerem o bem, devemos ter atitudes igualmente boas.
 
1. Devemos prestar atenção no bem que nos fazem.
Temos sido alvos da bondade dos outros. Basta que olhemos para a nossa história. Davi olhou e se recordou do que Barzilai lhe fizera e agora fazia de novo.
Barzilai o alimentara (2 Samuel 17.27-29).
Como Davi, também não sobrevivemos sem gestos de bondade para conosco. 
 
2. Devemos ser gratos como Davi.
Pouco depois do gesto de Barzilai, tendo-o encontrado, desejou expressar sua gratidão em forma concreta, dispondo-se a sustentá-lo (financeiramente, como diríamos hoje), em retribuição ao que recebera dele.
Devemos retribuir os atos de gratidão para conosco. 
Na verdade, retribuição (gesto por gesto) é impossível. O que podemos fazer é uma aproximação ao gesto de generosidade para conosco. No caso, Davi faria mais.
Devemos retribuir com insistência, mesmo que o outro não queira, mesmo que o outro resista em aceitar, mesmo que não consigamos fazer-lhe o bem diretamente. 
Devemos abençoar quem nos abençoa.
Eis o que Davi fez: "tendo, pois, todo o povo passado o Jordão e passado também o rei, este beijou a Barzilai e o abençoou; e ele voltou para sua casa" (2 Samuel 19.39).
Davi demonstrou afeto. Davi também "desceu", no caso de sua dignidade política, e diante do público abraçou e beijou seu benfeitor.
Devemos guardar para sempre o gesto que nos abençoou.
Davi jamais se esqueceu de Barzilai.
Envolvemo-nos tanto em nossos compromissos, que não reservamos tempo para dar aos outros. Estamos tão apertados financeiramente, que não sobra dinheiro para ofertar aos outros. Estamos tão fechados que não nos sobra oportunidade para abrir os braços para os outros. 
Dê tempo a quem um dia lhe dispensou tempo.
Dê dinheiro a quem um dia lhe ofereceu algum.
Dê afeto a quem um dia lhe abraçou.
Seja grato, interessando-se por quem se interessou por você.
Seja grato, aprendendo a ser generoso com aquele que um dia o alcançou.